[]
[Como manter a ordem e o progresso nos estudos?]

O início das aulas traz diversas possibilidades: são novas disciplinas, novos estudos, professores, amigos, trabalhos, grupos e, às vezes, novos procedimentos. Enfim, uma infinidade de novas coisas que precisamos aprender! O que por um lado pode ser muito bom, pois se abrem os leques de novas possibilidades, tanto pessoais quanto profissionais e, principalmente, de aprendizado,  por outro lado é preciso estar preparado para receber  com sabedoria todas elas. No início das aulas, que é também o início de uma nova fase para os calouros e de recomeço para os veteranos, é totalmente normal deixar escapar alguns detalhes importantes. Que atire a primeira agenda aqueles que nunca deixaram passar um trabalho ou atividade por ter esquecido totalmente da tarefa em meio a tantas coisas!

Missão: Foco nos Estudos

É importante ter em mente que existe um objetivo, podendo ser classificado como “missão” a que se deseja concluir, e neste caso, o objetivo é concluir o semestre através do foco nos estudos! Dessa forma, um dos recursos que deverão ser alocados para chegar ao objetivo é a busca de uma estratégia para a organização. Neste caso é concluir o semestre através do foco nos estudos! Por isso um dos recursos que deverão ser alocados para conquistá-lo é a busca de uma estratégia para organização. Parece até papo de mãe, ou de líder extremamente organizado, não é? Mas a organização é a chave principal para o sucesso em qualquer empreitada! Desde um passeio a algum lugar, uma viagem, o plano daquele trabalho extenso e do temido TCC: tudo começa com uma boa organização! Quer saber como se dar bem nos estudos? Veja dicas de como se organizar na faculdade:  

1 – Anotações

Tome nota de tudo o que julgar importante: desde eventos a trabalhos em sala de aula. O fato de anotar faz com que o cérebro memorize e mantenha viva a informação. A prova que essa prática é eficaz é que dificilmente as conversas no Whastapp ou Messenger são esquecidas: muitas vezes não é preciso voltar toda a conversa para lembrar qual era o assunto, não é mesmo? O fato de anotar faz com que o cérebro memorize e mantenha viva a informação. A prova que essa prática é eficaz é que dificilmente as conversas no Whastapp ou Messenger são esquecidas: muitas vezes não é preciso voltar toda a conversa para lembrar qual era o assunto, não é mesmo? http://giphy.com/gifs/writing-Tx2Q8WAE2k0mI  

2 – Criar uma rotina de estudos

A frase “Ah, mas eu já vou às aulas e estudo tudo por lá...Preciso mesmo fazer isso?” Sim!  É importante rever a matéria dentro de dois dias, como forma de resgate da memória e também como técnica de memorização! Pesquisas comprovam que criar uma rotina de estudos fora do ambiente da faculdade traz benefícios que vão além do conhecimento,  como a fixação dos conteúdos e disciplinas, ainda que em outros meios de aprendizado.  

3 -  Compartilhar material

Não é copiar um livro inteiro e sair distribuindo por aí: isso se chama plágio! Cuidado, pois isso caracteriza crime! Quando se fala em compartilhar material, trata-se daquela matéria que saiu no jornal sobre o tema que está vendo em sala de aula, ou aquele noticiário que está fazendo uma série incrível, ou ainda um link de exercícios que encontrou em algum site, grupo de estudos e, até mesmo, eventos que possam ter algo a acrescentar na sua formação. Sempre que você compartilhar diferentes conteúdos,  você  receberá bons materiais também: é uma troca! Existem diversas formas de adquirir conhecimento sem precisar estar na sala de aula. Obs.: Só não vale faltar na aula, hein! Cuidado: quem muito se ausenta reprova por falta! http://giphy.com/gifs/book-read-reading-jBzO4OBN8oIms  

4 – Criar um plano de estudos

Se o seu curso é lotado de matérias complexas e demanda muito tempo de estudo, faça uma divisão simples entre as disciplinas que possui mais dificuldade, para que você possa estuda-las posteriormente sem deixar nenhuma de lado. Vale reservar um tempinho da semana durante o horário de almoço ou durante a ida à faculdade, dividir o tempo no final de semana... Enfim, criar um plano de estudos com as disciplinas mais complexas pode garantir um bom desempenho.ssim, você pode estuda-las posteriormente sem deixar nenhuma de lado. Vale reservar um tempinho da semana durante o horário de almoço ou durante a ida à faculdade, dividir o tempo no final de semana... Enfim, criar um plano de estudos com as disciplinas mais complexas pode garantir um bom desempenho.  

5 – Atualização

Um requisito muito importante para qualquer bom profissional, independentemente do ramo de atividade ou do curso escolhido, é a atualização. Buscar notícias, cases de sucesso, novas formas de aplicar o seu conhecimento, projetos independentes que de alguma forma possam agregar no seu estudo ou  na sua profissão, podem ser fatores que irão impulsionar a sua carreira! O fato de buscar sempre atualização e melhoria coloca você em destaque e muito bem informado sobre as tendências da sua profissão, estando sempre à frente. O fato de buscar sempre atualização e melhoria coloca você em destaque e muito bem informado sobre as tendências da sua profissão, estando sempre à frente. http://giphy.com/gifs/evolution-yCjue8uG3vQrK  

6 – Foco

Manter o foco nos estudos e não deixar os trabalhos “para depois”, ou  no “depois eu vejo” ou ainda no “depois eu faço” é extremamente importante para que não se perca nos processos e entregas. Portanto, a dica é não deixar para amanhã o que  pode ser feito hoje! Faça os trabalhos à medida que eles aparecerem, não  acumule eles para que não virem uma “bola de neve” ou  se multipliquem como zumbis de “Resident Evil 6: O capítulo Final”. http://giphy.com/gifs/dead-17MbtZWZahGbS  

7 – Definir limites

É claro que nem só de estudos viverão os universitários! Trabalhos, disciplinas,  problemas, alegrias, festas, muiiiitas festas, diga-se de passagem, também farão parte da rotina dos estudantes. Mas, é preciso definir alguns limites... Trabalhos, disciplinas,  problemas, alegrias, festas, muiiiitas festas, diga-se de passagem também farão parte da rotina dos estudantes. Mas, é preciso definir alguns limites... E aí logo se pensa: “Ah, então eu nem posso me divertir?” Claro que pode! Deve, na verdade! Mas tudo precisa ser feito com total controle, para que não se perca o foco nos estudos. http://giphy.com/gifs/captaincuts-captain-cuts-love-like-we-used-to-ft-nateur-3otPotpcqz724UaL6w Após todas as dicas acima, é bem possível que você esteja pensando: “Nossa, a minha vida social acabou!”, e é aí que se engana, pois a vida social está apenas começando! Por isso, é importante lembrar que  se dedicar aos estudos e equilibrar a vida social são fatores chave para o sucesso! Lembre-se: todo crescimento dói e, muitas vezes, para  ter resultados efetivos é preciso  que alguns esforços importantes sejam realocados. Não se trata de abrir mão, mas de dosar as atividades do dia a dia.