[]
[A Influência da Web 2.0 no mercado imobiliário]

 A ex-aluna Márcia Tacla, do MBA em Marketing Digital da Faculdade Impacta, escreveu o artigo “A influência da Web 2.0 no mercado imobiliário”. Ele aborda as novas formas de se fazer negócios no mercado imobiliário através da internet e a mudança de comportamento da sociedade durante o processo de compra. Márcia discorre sobre as novas ferramentas que auxiliam na evolução dos negócios e a disputa com os concorrentes. Confira o texto na íntegra. No início, a internet apresentava informações de forma passiva com textos estáticos e pouca variedade de conteúdo, a chamada WEB 1.0. Uma internet basicamente voltada para a utilização das empresas com o uso mais técnico da rede. O termo WEB 2.0 foi sugerido por Tim O’Reilly, especialista do setor e gestor da empresa O’Reilly Media. A ideia é relacionar uma nova geração de serviços da internet, com características diferentes das apresentadas até então. Mudou-se a forma de fazer softwares, surgiu a necessidade da integração de várias tecnologias para tornar as interfaces ágeis e mais fáceis de serem utilizadas. No entanto, o termo WEB 2.0 não está relacionado somente a uma nova versão e evolução tecnológica. É, principalmente, uma diferente visão, mudança de comportamento da sociedade e a forma de interação pelos usuários. As páginas deixaram de ser estáticas, se apresentam em formato dinâmico, munidas de conteúdo que envolve o usuário e permite a sua participação e contribuição. Segundo o conceito criado por Tim O’Reilly, “A regra fundamental de WEB 2.0 é o aproveitamento da inteligência coletiva”. Esta nova relação entre usuário e internet mudou a forma de se fazer negócios no mercado imobiliário. O mercado imobiliário é muito competitivo, e cada dia as empresas criam novas ferramentas que possam auxiliar na evolução dos negócios. Elas tentam desta forma encontrar o seu destaque entre os concorrentes. Isso é feito seja para a venda ou locação de imóveis novos ou usados e com perfis distintos (como alto, médio e baixo padrão), as construtoras e imobiliárias possuem resultados expressivos na Web. A Tecnisa, umas das maiores construtoras e incorporadoras do mercado imobiliário, é referência nacional no uso da internet nos negócios. É um case de sucesso, sendo a pioneira a realizar a venda de um imóvel pela internet, e afirma que hoje, 40% das suas vendas têm origem digital. Quando surge a necessidade pela busca de um imóvel e o cliente decide partir para a visita presencial, muitas vezes, ele já está munido de informações. Conheceu o bairro e a vizinhança pelo Street View do Google Maps. Já fez um tour virtual pelo imóvel acessando os vídeos do Youtube ou mesmo pelo site do empreendimento. Tem uma ampla visão dos imóveis com características semelhantes ao que deseja fazer negócio. Já participou de grupos de debates em blogs e trocou informações com outros usuários da rede sobre o mesmo empreendimento em que está interessado. Caso ainda tenha restado alguma dúvida, consultou o corretor virtual, ali mesmo da mesa do seu trabalho ou na tranquilidade do seu lar. E é claro que não para por aqui. Após a concretização do negócio, o status de todo o processo pode ser acompanhado via online. Porém, ciente de que a internet possui ferramentas essenciais para a expansão dos negócios, muitas empresas do setor imobiliário ainda resistem. Elas precisam se adaptar e entender a forma correta de se inserir no meio digital. É preciso entender a necessidade de estar presente onde o seu cliente está: na WEB.

Referências

 DANTAS, Tiago. "Web 2.0"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/informatica/web-20.htm>. Acesso em:  25 abr. 2017. TECNISA. Números gerais da Tecnisa - Construção e Lançamentos. Disponível em: <https://www.tecnisa.com.br/historia >. Acesso em: 21 abr. 2017.